Verticais

25/fev/2019

Lançamento da Vertical Varejo reúne os principais players do mercado na ACATE

O encontro contou com representantes do Almeida Jr, Havan, Studio Z e uma palestra de Carlos Zilli

Na última terça-feira, dia 19, ocorreu na Associação Catarinense de Tecnologia (ACATE) o lançamento da sua 13ª vertical de negócios, a Vertical Varejo. A iniciativa terá o apoio da Almeida Junior como patrocinadora. O objetivo da vertical é fomentar o setor do varejo e potencializar a adoção de tecnologias na área.

 

A iniciativa irá operar da mesma forma que as outras verticais da associação e já possui data definida para o primeiro encontro, 19 de março. Um diferencial da Vertical Varejo é que ela já surge com o apoio de um grande patrocinador, a Almeida Junior. Para a superintendente de marketing corporativo da companhia, Monique Campos, investir em tecnologia é fundamental para o desenvolvimento de um novo varejo. “Nós da Almeida Junior buscamos aprimorar a experiência do consumidor, unindo o online e o varejo físico. Nosso objetivo é transformar e acompanhar o consumo e as tendências, e a tecnologia é fundamental nesse processo”, comenta. A Vertical Varejo terá como objetivo a conexão de empresas de tecnologia a comerciantes varejistas, além de acelerar a digitalização do setor e promover interações, negócios e a cultura de inovação.

 

No lançamento Carlos Zilli, membro do conselho da Imaginarium, compartilhou sua experiência com o varejo e previsões sobre o que está por vir. “O que vai ser do varejo daqui a cinco anos? eu não tenho a menor ideia. Se eu pensar dentro de uma visão linear, posso dizer que vai crescer, abrir mais lojas, e provavelmente vou acertar. Mas o mundo não está mais linear, na nossa realidade exponencial eu não tenho ideia do que vai acontecer. As oportunidades para o varejo são enormes, o setor precisa de números, dados para tomada de decisão, é um mercado muito grande”, comentou durante sua palestra no evento.

 

Guilherme Araujo, representante da Studio Z, compareceu no evento e reconheceu a importância de iniciativas como a Vertical Varejo “atualmente na Studio Z estamos levantando startups e tecnologias para aplicar dentro das nossas lojas. Estar inserido em um ecossistema de inovação facilita muito esse processo”, comenta.

 

As Verticais de negócio da ACATE existem desde 2009, atualmente são 254 empresas, nos 12 grupos de verticais e 31 parceiros registrados. A ideia veio da necessidade de oferecer um apoio mais certeiro para as dores do empreendedor, como explica Silvio Kotujansky, vice-presidente de mercado da organização: “Quando começamos  a implantar o sistema de Verticais aqui na ACATE tínhamos a intenção de empoderar o empreendedor, para que ele coordenasse esse tipo de iniciativa e direcionasse conforme suas dores e necessidades. O empreendedor é o verdadeiro protagonista desse trabalho”, explica Kotujansky.