Acate
Grandes empresas abrem seus desafios às startups no Link Lab Open Day
quinta-feira, 13. julho 2017 - 14:23

Compartilhe:

As nove empresas patrocinadoras do programa de inovação aberta Link Lab, da Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia (ACATE), compartilharam seus desafios para uma plateia de aproximadamente 150 pessoas, entre representantes de startups, investidores e outras figuras do setor tecnológico durante o Link Lab Open Day. Realizado nessa terça-feira (11), o evento contou com pitches do Grupo Nexxera, cofundador do projeto, Ambev, Brognoli, Cesusc, ENGIE, Flex Contact Center, Marisol, Qualirede e Teltec Solutions.
 
O programa tem o objetivo de promover a inovação aberta e o compartilhamento de experiências a partir da conexão entre startups e grandes empresas. As empresas nascentes que forem selecionadas serão associadas à ACATE, tendo acesso a dezenas de benefícios ofertados pela entidade. Além disso, contarão com mentorias especializadas, workshops de alto nível, eventos de negócios, aproximação com investidores, crédito e acesso a diversas ferramentas, promoção ao nível 5 da plataforma 100 Open Startups, programa de validação do modelo de negócio em parceria com a Berkeley University e terão à disposição a infraestrutura da ACATE em São Paulo. As inscrições estão abertas até o dia 16 de julho pelo site linklab.acate.com.br.
 
Confira quais são as dores das empresas patrocinadoras do projeto e o que elas esperam das startups:
 
1 - Grupo Nexxera
Patrocinador cofundador do projeto, o Grupo Nexxera oferece serviços e soluções financeiras para todo o mercado. Segundo Sarah Silva, diretora de Marketing da empresa, 65% das empresas que aparecem entre as melhores do Brasil no ranking da Revista Exame são clientes do Grupo Nexxera. Em relação às startups, buscam principalmente fintechs e soluções de última milha. “Nós vamos trazer palestras com grandes players do mercado, mentorias com executivos e especialistas do Grupo Nexxera, além de haver possibilidade de investimento nas startups”, apresentou. A busca é por empresas de todos os estágios: desde quem tem apenas uma ideia, até um negócio consolidado.
 
2 - Ambev
A Ambev é a maior cervejaria do Brasil, com fábricas em todo o país. De acordo com Luiz Gondim, diretor de Inovações e Anaytics, ao participar do Link Lab a empresa espera encontrar startups que a ajudem a levar tecnologia para os pontos de venda para garantir mais conforto ao consumidor. “Buscamos, por exemplo, soluções para que os clientes possam reservar mesas e pagar a conta de qualquer lugar”, disse. A Ambev também está à procura de tecnologias para conectar o consumidor com as melhores marcas e preços, de acordo com seu perfil, no momento em que ele está em casa e no supermercado.
 
3 - Brognoli
A empresa que trabalha com aluguéis e vendas de imóveis, corretagem de seguros e manutenção, quer mudar a visão do público de que imobiliárias representam papelada e burocracia. Para isso, pensam em formas de facilitar e transformar experiências por meio da inovação. “Precisamos de mais ideias, menos processos, mais velocidade e menos desculpas, estamos aqui porque queremos promover uma transformação”, explicou Anaía Brognoli, diretora comercial e de Marketing.
 
4 - Cesusc
A Faculdade Cesusc existe há 17 anos, tem 2,5 mil alunos e 3 mil egressos. Segundo o diretor geral, Flávio Balbinot, o foco é encontrar startups que desenvolvem tecnologia para a educação. “A educação precisa inovar, e no ensino superior não é diferente”, disse. A faculdade hoje é completamente presencial e está presente apenas na Grande Florianópolis, mas está desenvolvendo a parte de educação a distância para atender todo o estado. “Buscamos ideias inovadoras, soluções tecnológicas e educação disruptiva”, finalizou.
 
5 - ENGIE
A ENGIE atua no Brasil em quatro grandes áreas: geração e comercialização de energia, geração solar distribuída, serviços de energia e soluções integradas voltadas para cidades inteligentes. Presente em quase todo o país, a empresa faturou R$ 7 bilhões em 2016. De acordo com Rafael Calado, coordenador de Pesquisa e Desenvolvimento, um dos temas de interesse da ENGIE no Link Lab é a jornada do consumidor. “Devido ao aumento da tarifa do mercado regular de energia, houve grande migração de clientes para o mercado livre. 53% dos consumidores de energia no Brasil são cativos, ou seja, a gente não consegue atingir; 26% são consumidores livres; e o outros 21% são potenciais clientes livres - de que maneira a gente pode fazer com que eles, através dessa jornada do consumidor, sejam atraídos para esse mercado livre e virem nossos clientes?”, provoca. Outros pontos de interesse para a empresa são recursos energéticos distribuídos, aumento de barreiras para evitar ataques cibernéticos e tratamento de dados.
 
6 - Flex Contact Center
A Flex Contact Center atua no setor de gestão de relacionamentos com soluções full-service vendas, atendimento (SAC), back office, fidelização, crédito/cobrança e reconquista. Querem relacionar-se com startups desenvolvedoras de soluções em áreas como bots, big data, omnicanalidade, inteligência artificial, internet das coisas e gamificação. “Procuramos startups em diferentes estágio de maturidade, com pacotes de benefícios diferenciados. Poderemos trabalhar tanto para ajudar no desenvolvimento do MVP, com aceleração, consumindo o serviço, ou mesmo adquirir a startup”, apresentou o superintendente da empresa, Leandro Schmitz.
 
7 - Marisol
Criada em 1964, a Marisol lidera o segmento de vestuário infantil no Brasil. Giuliano Donini, CEO da empresa, destacou que entre as oportunidades que enxerga ao conectar-se com startups no Link Lab estão encontrar novas tecnologias para a indústria têxtil e auxiliar na ativação dos personagens da marca (como a Lilica Ripilica e o Tigor T. Tigre), que estão “ganhando vida” em animações.
 
8 - Qualirede
A Qualirede trabalha com gestão de planos de saúde e quer evoluir para gerir a saúde das pessoas. “A nossa busca é por ideias disruptivas, que tragam pequenas melhorias para a qualidade e administração de recursos”, explicou Claumir Claudino dos Santos, diretor de TI da Qualirede. Ele ainda destacou que um dos maiores problemas na saúde suplementar é a falta de conectividade de informações. Por isso, a empresa quer criar uma rede de saúde para melhorar o atendimento. A preferência é por startups que atuem com big data, machine learning, conectividade, internet das coisas, tecnologias vestíveis  e realidade aumentada.
 
9 - Teltec Solutions
Integradora de soluções de tecnologia da informação e comunicação, a Teltec tem como missão entregar o melhor da tecnologia para transformar os negócios de seus clientes. “Nós queremos conectar oportunidades e soluções. A ideia é promover transformações digitais com a computação em nuvem como base”, destacou Vilson Martins Filho, coordenador executivo de Educação. No dia 17 de julho, a Teltec promoverá o evento Como fazer um chatbot com IBM Watson, no espaço Link Lab. Para participar, as empresas interessadas podem se inscrever gratuitamente neste link.
 
O Link Lab Open Day foi transmitido ao vivo pelo Facebook. É possível assisti-lo na íntegra na página do Link Lab no Facebook.

Fotos

Você sabia que seu Internet Explorer está desatualizado?

Para usufruir da melhor experiência utilizando nosso website, nós recomendamos que você atualize para a nova versão ou instale um outro browser. Apresentamos uma lista dos browsers mais populares logo abaixo.

Apenas clique em um dos links abaixo para ir para a página de download: