Acate

14/dez/2018

“Agora temos que manter a roda do ecossistema girando”, diz presidente da ACATE em inauguração do último espaço da Rede Municipal de Centros de Inovação de Florianópolis

Centro de Inovação ACATE Sapiens Parque é o terceiro empreendimento lançado pela Associação Catarinense de Tecnologia neste ano.

O quarto espaço da Rede Municipal de Centros de Inovação de Florianópolis (SC) foi inaugurado nessa quarta-feira (12) no Sapiens Parque. Ele é o terceiro centro de inovação lançado pela Associação Catarinense de Tecnologia (ACATE) neste ano, que se somam ao Centro de Inovação ACATE Primavera, na SC-401.  

 

Daniel Leipnitz, presidente da ACATE, comemora o sucesso do projeto pela criação de novos ambientes de fomento à inovação na cidade. “Agora temos que manter a roda do ecossistema girando. Esse é o nosso papel, precisamos criar oportunidades”, disse durante o evento de inauguração.

 

A construção do empreendimento Centro de Inovação ACATE (CIA) Sapiens Parque foi viabilizado com recursos reembolsáveis da FINEP e operacionalizado por meio do BRDE. Foi o primeiro contrato nesses moldes no país, no qual um consórcio de empresas utilizou a linha da FINEP destinada a infraestruturas em parques tecnológicos credenciados ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC).

 

Em seu discurso Marcelo Camargo, do Departamento de Fomento a Interação entre Ciências Aplicadas e Inovação da FINEP, lembrou que a inovação envolve riscos e exige continuidade. “Não há inovação por geração espontânea nem começando da pedra lascada. Tem que partir de coisas que já existem” destacou. Felipe Castro do Couto, gerente de planejamento no BRDE, reforçou que um projeto como o ACATE Sapiens dificilmente seria possível em outro lugar, uma vez que o setor tecnológico de Santa Catarina chama atenção pela sinergia entre seus atores. “Este centro de inovação se tornou realidade porque houve união entre as empresas para que o empreendimento desse certo”, comentou.

 

José Eduardo Fiates, superintendente da Fundação Certi, afirmou que esta parceria público-privada de promoção da inovação é algo único no mundo. “Assim como no esporte coletivo, a gente não conquista nada sozinho”, disse. Em seguida, fez uma dinâmica passando uma bola de futebol entre os responsáveis pela viabilização do espaço.

 

O novo escritório regional da ACIF no Norte da Ilha será no Centro de Inovação ACATE Sapiens. “Em um projeto como este empreendedores têm a oportunidade de transformar seus sonhos em realidade e assim gerar emprego, renda e desenvolvimento”, disse Luciano Pinheiro, presidente da entidade.  

 

O prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro, destacou que teve a oportunidade de ir em todos os centros de inovação da cidade e percebeu que eles estimulavam cada vez mais debates. “Muito mais do que arrecadar impostos e dar oportunidades de trabalho, o setor de tecnologia traz soluções para a evolução da própria prefeitura”, realçou. Ainda de acordo com Loureiro, o Living Lab — laboratório de inovação urbana lançado pela prefeitura, ACATE e ACIF — contou com mais de 20 projetos inscritos com o objetivo de melhorar a gestão pública.

 

Após as apresentações das autoridades, Roberto Dumas Damas fez uma palestra sobre cenários econômicos em 2019. Damas é professor de economia internacional e economia chinesa, além de autor dos livros Crises Econômicas Internacionais, pela Editora Saraiva, e Economia Chinesa: Transformações, Rumos e Necessidade de Rebalanceamento do Modelo Econômico da China, pela Editora Saint Paul. Segundo o economista, a economia norte-americana “bombou” com as políticas do atual presidente Donald Trump, porém a taxa de juros já subiu e ela está crescendo menos. “A guerra comercial promovida por Trump não traz benefícios. É melhor comprar de quem sabe, faz melhor, mais rápido e mais barato”, disse. Citou como exemplo a intenção do político em produzir aço nos Estados Unidos. “Isso ajuda 157 mil trabalhadores, empregados nessas indústrias, mas prejudica outros 6,6 milhões que irão comprar o aço mais caro”, afirmou. Ainda segundo Damas, há uma grande possibilidade de esta guerra comercial com a China continuar “e Trump começar a apontar as armas para a Alemanha e também para o Brasil”.

 

Sapiens Parque

 

O Sapiens Parque é um parque de inovação que possui infraestrutura e dedica seu espaço para abrigar empreendimentos, projetos e outras iniciativas inovadoras estratégicas para o desenvolvimento de uma região. O grande diferencial deste modelo é possuir um formato inovador para atrair, desenvolver, implementar e integrar as iniciativas com o objetivo de estabelecer um posicionamento diferenciado, sustentável e competitivo.

 

O Centro de Inovação ACATE Sapiens ainda conta com algumas salas disponíveis para aquisição e locação, de 100 a 300m² — destinadas a empresas de tecnologia — dois pavimentos de garagens privativas e área de lazer comum.

 

Rede Municipal de Centros de Inovação

 

Os habitats de inovação que integram a Rede Municipal de Centros de Inovação de Florianópolis têm como finalidade cumprir funções essenciais estabelecidas nas políticas municipal e estadual de inovação, tais como, capacitação em CT&I (ciência, tecnologia e inovação), eventos e maratonas de tecnologia e inovação, aumentar o acesso a investidores e atrair negócios para a cidade. Os quatro centros credenciados também se conectam e atuam em sinergia com os 13 centros de inovação em fase de implantação pelo Estado de Santa Catarina,  localizados em diferentes municípios do estado. Eles contam ainda com um escritório de Promoção da Inovação, para atendimento a empreendedores e interessados em abrir seu próprio negócio.