Conteúdos que inspiram e ajudam a apontar caminhos
para quem faz a inovação.

 

Meeta: a solução certa para inteligência de dados e relacionamento com o cliente

A Meeta, empresa especializada em soluções para operações de relacionamento com o cliente, buscou se reinventar com a tecnologia do Azure.

A Meeta Solutions é uma empresa brasileira que atua no ramo da tecnologia fornecendo soluções inovadoras para aperfeiçoar o relacionamento de corporações empresariais com os seus clientes. A sua atuação principal consiste na transformação de dados, dando poder de decisão baseado em informação de valor e, assim, consolidando-se como um grande diferencial de sucesso na estratégia para potencializar negócios.

Há alguns anos, a Meeta se valia de soluções de integração, de bancos de dados e de coleta de informação, tudo isso muito direcionado à própria infraestrutura do projeto que estava sendo colocado em prática. Conforme o desenvolvimento de produtos foi evoluindo, a sua equipe começou a sentir a necessidade de ter uma plataforma mais robusta, como um ambiente de nuvem. Quando uma maior integração entre os sistemas passou a ser demandada, a empresa precisou se aproximar de um serviço de nuvem de alta escalabilidade e segurança. Era necessária uma infraestrutura confiável, onde fosse possível hospedar as soluções da Meeta e também os dados de seus clientes.

 

Repensando a execução de serviços

A partir desse momento, a equipe encarregada do projeto teve um contato mais direto com a Azure, podendo, então, suprir a necessidade de se ter um ambiente seguro, com escala e uma amplitude de recursos que poderia embarcar toda a tecnologia a ser desenvolvida por eles. Conforme pontua André Sousa, Diretor de Desenvolvimento da Meeta Solutions, “a partir do momento que começamos a utilizar a Azure, a equipe começou a ter boas surpresas, porque percebemos que ela não correspondia somente à infraestrutura. Por isso mesmo, começamos a consumir também os micros serviços que são ali oferecidos, o que mudou totalmente nossa estratégia de desenvolvimento de soluções”.

Com o Azure, o time da Meeta não precisou mais se preocupar com o número de usuários dentro do sistema que estavam utilizando, pois com a nova tecnologia de nuvem era permitido um número bem maior do que antes estavam acostumados. Por conta disso, todas as ações de seus membros ficaram concentradas no desenvolvimento em si, o que trouxe cada vez mais solução para o produto. A Flintfox, por sua vez, ajudou a Meeta a otimizar custos e aumentar resultados.

 

Criação da Plataforma Evertrack

Um caso exemplar disso foi quando a Meeta decidiu inovar ainda mais toda a sua expertise em relacionamento com o cliente. 

A plataforma foi concebida devido a uma necessidade inicialmente interna e na sequência  do próprio mercado, que sentia falta de uma plataforma que mensurasse de maneira mais assertiva a quantidade de horas que um colaborador gasta na realização de um projeto. Assim, foi desenvolvida a  Plataforma Evertrack, a primeira plataforma 100% nacional que mede a produtividade de seus usuários, identificando comportamentos e otimizando a distribuição de carga de trabalho. Essa ferramenta não fiscaliza o colaborador – o que ela faz é trazer um direcionamento que permite a análise do comportamento dessa pessoa, averiguando se está aderente a um fluxo produtivo saudável ao demonstrar, entre outras coisas, o tempo exato que ela trabalha sem interrupção. Além disso, ela apoia a LGPD e atua na prevenção dos possíveis vazamentos de dados, identificando atividades suspeitas que podem colocar a segurança da informação da empresa em risco.

O primeiro ponto que a equipe da Meeta se deparou foi com a quantidade de clientes que estariam conectados simultaneamente na plataforma. Apesar de possuir um número muito maior de usuários, com o Evertrack ficou muito mais fácil administrar todo o fluxo, explorando-se ao máximo tudo aquilo que está disponível na Azure.

Por exemplo, o Azure Functions passou a ser bastante utilizado para a comunicação entre as máquinas e a nuvem, permitindo que todo o painel administrativo fique hospedado em uma infraestrutura de aplicações, e não mais em uma de servidores. Isso faz toda a diferença quando há um aumento de usuários, já que sua arquitetura é capaz de realizar um escalonamento rápido de recursos, agilizando a disponibilização de uma infraestrutura que sustente este crescimento. Um ponto bastante interessante é que os dados passam a ser armazenados no SQL Server disponibilizado em Cluster com camada de dados distintos – tudo isso para que se obtenha a performance que uma ferramenta deste gênero deve apresentar.

Por conta disso, a Meeta percebeu uma grande capacidade de expansão, passando a projetar os seguintes números em torno ao Evertrack: logo no primeiro ano de funcionamento da plataforma, estão previstos 100.000 usuários que podem gerar anualmente cerca de 4 bilhões de dados. Dessa forma, estes usuários estarão conectados em tempo real, gerando um processamento de milhares de requisições simultaneamente para o ambiente.

 

Projeções para o futuro

Atualmente, esta projeção está sendo repensada, pois se espera um número ainda maior dada a grande aceitação do produto. O fato de a plataforma estar embarcada na Azure passa tranquilidade à alta direção da Meeta, tornando viável a possibilidade de estabelecer novos formatos de distribuição e parcerias. O time de desenvolvimento também sai ganhando com essa ação, já que tem acesso às mais diversas ferramentas para aprimorar a plataforma do ponto de vista técnico e/ou disponibilizar novos recursos para os usuários.

Além disso, está previsto para o segundo semestre a integração com PowerBI onde o cliente poderá, através de barramento de dados, utilizar um self-service de informações sobre a produtividade de seus funcionários, enriquecendo a tomada de decisão estratégica pela gestão e otimizando a força de trabalho da empresa.

 

Leia a matéria original, clicando aqui.

>> Saiba mais sobre o Azure


Deixe seu comentário