Conteúdos que inspiram e ajudam a apontar caminhos
para quem faz a inovação.

 

Por que fazer parte de um programa de inovação aberta?

A inovação aberta é um modelo ainda embrionário de gestão da inovação. Nesse modelo, todo o processo de troca de ideias, elaboração e desenvolvimento de produtos e serviços é feito em parceria com stakeholders de fora da organização.  

 Antes desse modelo, existia o que chamamos de inovação tradicional, ou inovação fechada, no qual a corporação investe recursos para desenvolver a tecnologia internamente na empresa. Mas calma! A inovação aberta e a fechada não são excludentes, e muitas organizações tendem a praticar ambas. 

Porém, é visível como o modelo de inovação aberta tem crescido ao longo dos anos, e isso tem chamado cada vez mais a atenção de grandes e médias empresas. Como esse modelo ainda é bastante recente, as organizações tendem a buscar parceiros que possam apoiá-los e ajudá-los a navegar nas infinidades de oportunidades oferecidas pela inovação aberta. 

Foi dessa necessidade que em 2017 foi idealizado o LinkLab, programa de inovação aberta da ACATE, que hoje, após 4 anos de atuação, já conta com mais de 30 grandes empresas nacionais e multinacionais, 3 hubs físicos (Florianópolis, São José e Joinville), 1 hub virtual e mais de 120 projetos realizados.  

Quando uma empresa integra o programa LinkLab, ela se conecta com um ecossistema composto de diversos atores que podem ajudá-la a baratear, simplificar e ampliar seu processo de inovação. 

É importante salientar que esses atores não são apenas startups, há diversos outros com os quais é possível se conectar no ecossistema, como mentores, investidores, outras grandes empresas e diversos outros. Essas conexões são feitas das mais variadas formas, desde projetos, mentorias, eventos, capacitações e outros. 

Quanto mais fortes são os ecossistemas que você se conecta e maior o número e qualidade dessas conexões, melhor é o desempenho nos resultados da inovação aberta. O cenário ideal para a inovação aberta é ter um ecossistema bem estruturado e potente, que é o caso de Santa Catarina.

As empresas que fazem parte do LinkLab entendem que a inovação aberta é chave para que consigam avançar de forma rápida e menos custosa, entregando cada vez mais valor para o seu cliente e estando sempre um (ou alguns) passos à frente da concorrência. 

 

Eduarda Talavera – Analista de inovação do LinkLab

 

Conheça mais sobre o LinkLab programa de Inovação aberta da ACATE


Deixe seu comentário