Destaques

30/Jun/2022

Associadas à ACATE são reconhecidas no Prêmio Inovação Catarinense

Honraria visa inspirar e motivar pessoas e instituições, que contribuem com a sociedade catarinense, por meio de produtos, serviços e conhecimentos
Associadas à ACATE são reconhecidas no Prêmio Inovação Catarinense. Foto de um grupo de pessoas no evento de premiação, de autoria de Maurício Vieira.

Reconhecer, premiar e motivar. As três palavras resumem o Prêmio Inovação Catarinense – Professor Caspar Erich Stemmer, que foi entregue no dia 27 de junho, em Florianópolis. Das 178 inscrições homologadas, 37 foram premiadas – os três primeiros colocados de cada categoria receberam R$15 mil, R$10 mil e R$5 mil, respectivamente. Ao todo, oito associadas à ACATE, de cinco polos regionais, aparecem no pódio.

O prêmio, criado por meio da Lei Catarinense de Inovação (nº 14.328, de 2008), homenageia a memória do Professor Caspar Erich Stemmer, personalidade catarinense de destaque nacional no desenvolvimento da Ciência, Tecnologia e Inovação (CTI). A Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc) é responsável por sua organização.  

“Reconhecer e premiar os inovadores é muito importante para o ecossistema de Ciência, Tecnologia e Inovação (CTI) de Santa Catarina”, afirmou o presidente da Fapesc, Fábio Zabot Holthausen. “O Prêmio mapeia, através de suas categorias, pessoas, organizações, instituições, empresas, agentes do governo que utilizam a inovação no seu dia a dia, nos seus produtos e ações. E, além da premiação, queremos motivar e inspirar outros inovadores”.

O prêmio é dividido em 10 categorias: “Agente de Inovação”; “Pesquisador(a) Inovador(a)”; “Estudante Universitário(a) Inovador(a)”; “Professor(a) Inovador(a)”; “Jovem Estudante Inovador(a)”; “ICT Inovadora; Inovação em Produto”; “Inovação em Serviço ou Processo”; “Inovação de Impacto Socioambiental”; e “Governo Inovador”.

A novidade desta edição está na categoria “Inovação em Produto”, que conta com cinco subcategorias focadas em áreas estratégicas da indústria catarinense: “Design Industrial”, “Produto Digital”, “Equipamento”, “Produto Têxtil” e “Produto Agropecuário”.

 

Bettina Ramos, Diretora do Grupo Temático Mulheres ACATE e CEO da Nanovetores Tecnologia — empresa associada à ACATE, no polo Florianópolis — foi uma das ganhadoras, recebendo o 1º lugar na categoria “Agente de Inovação”.

Por sua vez, a empresa Ciser — associada ao polo Softville — ficou em 2º lugar na categoria “Inovação em Produto: Design Industrial”. Do polo Florianópolis, Way2 Serviços de Tecnologia levou o 3º lugar em “Inovação em Produto: Produto Digital”.

Na categoria “Inovação em Produto: Produto Agropecuário”, NanoScoping — associada ao polo Florianópolis — e Dimotech Soluções em Tecnologia — do polo Deatec — receberam, respectivamente, os 2º e 3º lugares. Já na modalidade “Inovação de Impacto Socioambiental”, a Whirlpool SA — do polo Softville — venceu em 1º lugar, e a Quiron Digital — do polo Orion Parque — obteve o 2º lugar.

Por fim, a Zaelo Negócios Públicos e Privados — associada polo ACII — recebeu o 3º lugar na categoria “Inovação em Serviço ou Processo”. E, ainda, a Unochapecó, instituição de ensino cuja incubadora de empresas implementa a metodologia MIDITEC, ficou em 2º lugar em “ICT Inovadora”.

>> Leia a matéria completa sobre o Prêmio no site da Fapesc

 

*Imagem: Maurício Vieira/Secom SC