> Com investimentos de R$ 6,5 milhões, Governo do Estado entrega Centro de Inovação e Tecnologia em Lages - Acate ">
X

Polos Regionais

27/jun/2016

Com investimentos de R$ 6,5 milhões, Governo do Estado entrega Centro de Inovação e Tecnologia em Lages

O governador Raimundo Colombo inaugurou nesta sexta-feira, 24, em Lages, o primeiro de 13 Centros de Inovação e Tecnologia que serão construídos em Santa Catarina para promover a competitividade e fomentar negócios na economia regional. Batizada de Orion Parque Tecnológico, a estrutura de Lages conta com investimentos de R$ 6,5 milhões. Já para a construção do conjunto de centros, serão destinados R$ 50 milhões do programa Pacto por Santa Catarina.

 

O governador Raimundo Colombo inaugurou nesta sexta-feira, 24, em Lages, o primeiro de 13 Centros de Inovação e Tecnologia que serão construídos em Santa Catarina para promover a competitividade e fomentar negócios na economia regional. Batizada de Orion Parque Tecnológico, a estrutura de Lages conta com investimentos de R$ 6,5 milhões. Já para a construção do conjunto de centros, serão destinados R$ 50 milhões do programa Pacto por Santa Catarina.

 

“A exemplo da criação das universidades regionais que trouxe para o interior a oportunidade de qualificação, essa ação é uma decisão histórica. Os Centros de Inovação chegam com essa mesma proposta: de trazer qualidade de vida, de modernizar a economia e fortalecer o modelo catarinense de distribuição demográfica que faz toda a diferença em favor do estado e que garante oportunidades iguais a todos os cidadãos”, disse o governador Raimundo Colombo.

O descerramento da placa foi feito por um robô do IFSC de Lages. A máquina é um braço mecânico comprado de uma empresa sueca de tecnologia de energia e automação. O equipamento é utilizado nas aulas dos cursos técnicos de Mecatrônica e de Eletromecânica do instituto e foi emprestado especialmente para a inauguração do Orion Parque.

A obra conta com quatro mil metros quadrados de área construída. São 35 salas para instalar empresas, mais espaços para coworking e áreas comuns. Além das empresas instaladas, outras poderão utilizar a estrutura para capacitações e consultorias ocasionais.

De acordo com o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável, Carlos Chiodini, os Centros de Inovação foram distribuídos entre as cidades mais representativas do PIB catarinense. “Identificamos polos regionais que tenham a capacidade de trazer a sociedade para a cultura da inovação, revigorar, fortalecer e deixar a economia catarinense ainda mais pronta para o futuro”, explicou.

Para homenagear e reconhecer os serviços prestados pelo ex-governador e ex-senador Luiz Henrique da Silveira, no setor de Tecnologia e Inovação, a Câmara de Vereadores de Lages aprovou por unanimidade o projeto de lei do Executivo lageano que deu ao Centro de Inovação o nome Luiz Henrique da Silveira.

Na foto, o governador Raimundo Colombo, o reitor da UDESC, Prof. Marcus Tomasi, e o presidente da FAPESC, Prof. Sergio Gargioni, assinam termo aditivo que prorroga, até 31 de março de 2019, a vigência de uma parceria que já deu origem a dois editai PAP (Programa de Apoio à Pesquisa). O segundo disponibilizou R$ 3,6 milhões – R$ 1,8 milhão da UDESC e o mesmo valor da FAPESC – para aplicação até dezembro de 2016. O depósito dos recursos é feito diretamente nas contas bancárias dos líderes das equipes, o que facilita e desburocratiza o uso dos recursos públicos.

Gargioni também assinou termo de compromisso que garante repasse aos pesquisadores da Mesorregião Serrana que tiveram seus projetos de fomento aprovados na última edição do programa Sinapse da Inovação, que transforma ideias em negócios.

Centros tecnológicos

Os centros têm a missão de promover a cultura inovadora e empreendedora, conectar pessoas e capacitar os agentes de inovação. Além disso, acomoda empreendedores inovadores, profissionais liberais, startups e laboratórios, sempre por tempos limitados. Em seu período de passagem pelo centro, o empreendedor recebe assessoria para desenvolver, prototipar, produzir e comercializar seu produto, processo ou serviço com alto valor agregado. São oferecidos espaço físico, infraestrutura tecnológica e um leque de serviços compartilhados para o empreendedor a fim de qualificar, facilitar e acelerar o desenvolvimento de negócios inovadores.

Outras 12 cidades terão estruturas semelhantes, trabalhando a inovação de forma integrada: Chapecó, Jaraguá do Sul, Joaçaba, São Bento do Sul e Tubarão, com obras em torno de 60% concluídas; Itajaí, com 17%; Blumenau, no início das obras; Brusque e Criciúma, que serão licitados em breve; e Florianópolis, Joinville e Rio do Sul, ainda em fase de definição.

Cronograma de Atividades do Centro de Inovação de Lages

O cronograma de atividades do novo Centro de Inovação de Lages começa já no mês de julho, com o lançamento do projeto Reuni, palestras, capacitações, encontros de jovens, gincana universitária, programa de resgate de talentos lageanos, início das atividades da sala de coworking e outros eventos com temas e cases de inovação e transferência de tecnologia.

O lançamento do edital para a Incubadora – Centro de Inovação está previsto para o dia 18 de julho. A previsão de início de ocupação pelas empresas aprovadas para a incubação é para o mês de setembro desse ano. De setembro até o fim do ano, a programação contempla ainda apresentação de projetos, mostra científica e sessões de cinema inovador.