Destaques

16/Aug/2021

MIDITEC comemora 23 anos de atuação no ecossistema catarinense de tecnologia e inovação

Programa graduou mais de 120 empresas e está implantando a metodologia em outras incubadoras de Santa Catarina

O MIDITEC, incubadora de desenvolvimento de negócios gerenciada pela ACATE em parceria com o Sebrae/SC, comemora 23 anos de auxílio a empreendedores através de formações, consultoria, networking com mentores e um ambiente colaborativo para as empresas incubadas. Fundado em 14 de agosto de 1998, o programa estratégico tem como foco startups em fases iniciais de validação até a escala.

Durante este tempo de atuação, o MIDITEC ajudou a desenvolver mais de 170 empresas. A atuação da incubadora é reconhecida mundialmente, sendo eleita uma das cinco melhores do mundo, segundo a UBI Global. Além de ser premiada pela Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec) como a melhor incubadora do Brasil por quatro anos, nas categorias Desenvolvimento Local e Setorial, Cultura do Empreendedorismo Inovador e Geração e Uso Intenso de Tecnologias.

O diretor executivo da ACATE, Gabriel Sant’Ana Palma dos Santos, destaca a contribuição do programa no apoio às startups. “O MIDITEC nestes 23 anos, ajudou a construir a cultura do nosso ecossistema de inovação, uma cultura baseada na colaboração e no giveback. E as mais de 120 startups graduadas contribuíram muito para isso, porque dentro do ambiente de uma incubadora esses valores são praticados e nós valorizamos muito o desenvolvimento pessoal dos empreendedores durante o processo de incubação”, afirma Gabriel.

Incubadora em expansão

O MIDITEC atua com as empresas em dois ambientes, o físico, através da residência de empresas na sede da incubadora localizada no CIA Sapiens Parque, em Florianópolis. O programa também promove ações para o desenvolvimento das startups de forma virtual. Além disso, o MIDITEC está expandindo sua metodologia para outros programas de incubação, como o da Softville Ágora, a primeira incubadora a receber a metodologia, e a Fermento, iniciativa da Abrasel/ SC para startups do segmento da gastronomia. A ampliação das ações também compreendem outras cidades de Santa Catarina, como Brusque, através do Centro de Incubação, Tecnologia e Inovação de Brusque (CITI), polo regional da ACATE, e em Blumenau, por meio do Instituto Gene.

“Nós consolidamos uma metodologia vencedora, capaz de acompanhar a evolução de cada uma das empresas e entender a necessidade de cada uma delas e auxiliar neste desenvolvimento. Foi um aprendizado muito grande, empregamos diversas metodologias, que combinadas entregam o resultado que nós entendemos que irá criar um impacto real no desenvolvimento destas empresas”, aponta o diretor executvo.

Com a expansão, o programa pretende dobrar o número de empresas atendidas, chegando ao total de 70 startups até o final de 2021. Alguns dados das empresas participantes da incubadora apontam para o sucesso do trabalho realizado pelo MIDITEC. Segundo pesquisa realizada pela ACATE em 2020, negócios graduados, pós-incubados e incubados faturaram mais de R$ 1,5 bilhão e mais de geraram 7 mil empregos no ano. Além disso, as startups participantes apresentam uma taxa de sobrevivência de 95% nos últimos cinco anos. Alguns dos cases do MIDITEC, são as empresas: Pixeon, Resultados Digitais e Arvus.

O diretor executivo da ACATE aborda a importância do MIDITEC para o setor de tecnologia. “Nos 23 anos ininterruptos de atividades, as empresas que se graduaram no MIDITEC e aquelas que estão incubadas continuam crescendo, gerando emprego, renda e arrecadação de tributos. A incubadora é um investimento muito importante e é um dos pilares do ecossistema de inovação regional.”, finaliza Gabriel Sant’Ana Palma dos Santos.