Acate

27/fev/2019

Novo presidente da FINEP visita ecossistema de tecnologia de Florianópolis

Santa Catarina foi o primeiro destino de comitiva liderada pelo General Barroso Magno desde a sua posse, no início de fevereiro

A capital catarinense foi a primeira a receber, nesta terça, dia 26, a visita do novo presidente da Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP), General Barroso Magno, empossado no início de fevereiro no Rio de Janeiro, sede da instituição. O órgão, ligado ao Governo Federal por meio do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, é uma das principais agências de fomento à inovação, à pesquisa e o desenvolvimento do país.

 

A comitiva, liderada pelo presidente e o diretor de inovação e tecnologia, Rennys Aguiar, com gestores e analistas da Financiadora, visitou na manhã desta terça a sede da Intelbras, em São José, uma das clientes da instituição no Estado. Pela tarde, esteve na Associação Catarinense de Tecnologia (ACATE) para uma reunião com o presidente da associação, Daniel Leipnitz, os vice-presidentes Marcos Lichtblau e Silvio Kotujanksy, diretores e conselheiros da entidade.

 

Também estiveram presentes no encontro outros representantes da FINEP: Newton Kenji Hamatsu, superintendente da Área de Inovação; Rennys Frota, diretor de Inovação; João Florêncio da Silva, gerente do Departamento Regional Sul; e Pedro Teixeira Júnior, gerente do Departamento Regional do Centro Oeste. Na sequência, o grupo visitou a Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (FIESC).

 

Nesta nova gestão a FINEP quer reforçar o posicionamento da instituição que, segundo o presidente General Barro Magno, contribui para a geração de conhecimento, criação de riquezas e promoção da melhoria de qualidade de vida do brasileiro, alinhado com o ministro Marcos Pontes. “A proposta da ACATE, no encontro com os representantes, foi a de que Santa Catarina, dado o histórico de sucesso do ecossistema, seja sempre um estado piloto para a implementação de programas da FINEP. Também foi proposto trazer a cultura das startups para a Financiadora, proporcionando a criação de novos produtos e processos em benefício dos empreendedores catarinenses”, explica Silvio Kotujanksy, vice presidente de Mercado da ACATE.