Destaques

02/Sep/2021

Representantes dos Centros de Inovação Catarinenses se reúnem para compartilhar ações e desafios do ecossistema

2º Encontro aconteceu no dia 27 de agosto no Centro de Inovação Blumenau

O Centro de Inovação Blumenau reuniu no dia 27 de agosto representantes de quatorze dos quinze Centros de Inovação de Santa Catarina para o 2º Encontro da Rede Catarinense de Centro de Inovação (RICCI). Estiveram presentes gestores e consultores de inovação que compartilharam as ações desenvolvidas no ecossistema de cada região, além disso, mapearam os desafios e oportunidades de atuação de cada Centro de Inovação. 

O primeiro encontro ocorreu no último mês em Rio do Sul, no Alto Vale do Itajaí, tendo como sede o Centro de Inovação Norberto Frahm (CINF). A intenção da Rede Catarinense de Inovação é de que esses encontros aconteçam mensalmente em cidades diferentes, de modo que os centros estejam mais integrados e conectados uns com os outros. O 3º encontro já está programado para acontecer no dia 1º de outubro no Centro de Inovação Ágora Hub em Joinville.

Andreza Amorim, representante da Rede de Inovação Florianópolis no encontro, destaca a importância da reunião. “Os encontros da Rede Catarinense de Centros de Inovação proporcionam aos gestores e consultores de inovação a possibilidade de compartilhamento de boas práticas e experiências de gestão, além de promover o fortalecimento do relacionamento entre os representantes dos centros com as equipes da Fapesc e SDE.” finaliza. 

FAPESC

A Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina, (FAPESC), é uma das instituições comprometidas a fomentar as ações de integração entre os Centros de Inovação do Estado. Esses centros costumam estabelecer elos entre pesquisa e mercado. Por isso, a ACATE é uma entidade parceira da Fapesc, órgão do governo estadual, que repassa recursos públicos para a execução de atividades de pesquisa, inovação, capacitação de recursos humanos e difusão de conhecimentos. Por meio desses recursos é possível contratar os bolsistas que atuam para o fortalecimento dos centros credenciados à Rede Catarinense de Centros de Inovação. Esse vínculo proporciona ao ecossistema de inovação um crescimento com base sustentável e consonante com as necessidades das empresas catarinenses que buscam aprimorar-se e renovar-se para fortalecer e fomentar o setor de tecnologia em Santa Catarina.