Associadas

06/ago/2018

Segware anuncia investimento de US$ 15 milhões em nova unidade nos Estados Unidos

A Segware, líder e principal fornecedora de plataformas de monitoramento das empresas brasileiras de segurança eletrônica, anunciou na última quarta-feira (01),

A Segware, líder e principal fornecedora de plataformas de monitoramento das empresas brasileiras de segurança eletrônica, anunciou na última quarta-feira (01), durante o evento Leader Conference, a abertura de um novo escritório nos Estados Unidos, em Salt Lake City, capital do estado de Utah. A empresa foi fundada em Florianópolis, onde fica sua matriz com mais de 60 funcionários, e já possui um escritório nos Estados Unidos, no estado da Flórida. A expectativa é um investimento de US$ 15 milhões nos próximos dois anos, na nova unidade.

 

De acordo com o CEO da empresa, Luiz Henrique Bonatti, a nova operação de internacionalização visa o fortalecimento no mercado exterior, principalmente no próprio  Estados Unidos. O escritório da empresa na Flórida atua desde 2012 com foco em fomentar o mercado latino americano, onde já está presente em países como Colômbia, Peru, Chile e Venezuela. Segundo Bonatti, o desafio nos Estados Unidos é maior ainda, pois o país possui o maior mercado de segurança do mundo. O investimento faz parte do planejamento iniciado há um ano, após operação que vendeu 49% do capital da Segware para a holding DDN Group, do empresário americano Daniel Neeleman, filho do fundador e controlador da Azul Linhas Aéreas, o brasileiro-americano David Neeleman.

 

“Vamos usar a influência de um sócio americano que conhece a fundo o mercado de lá e tem um bom relacionamento com grandes empresas e fundos de investimento para acelerar o nosso crescimento. Em um ano pretendemos chegar a 40 colaboradores nos Estados Unidos, com foco nas ações comerciais, mas também desenvolvimento, para seguir a evolução tecnológica e a adequação das soluções para o mercado norte-americano", destaca Bonatti.

 

No Brasil, o Sigma, principal software da empresa, gerencia mais de 80% dos ambientes monitorados por empresas de segurança. São aproximadamente 1 milhão de contas monitoradas em 10 países. A cidade foi escolhida estrategicamente por apresentar boas perspectivas de mão-de-obra qualificada e por ser um polo de tecnologia. “Com boas faculdades de engenharia por perto, fica mais fácil de achar colaboradores qualificados. Além disso, Salt Lake City abriga grandes empresas de tecnologia e está se fortalecendo como uma opção ao Vale do Silício — conhecido por seus preços elevados”, detalha Luciano Moraes, CFO da Segware e que representa a holding DDN Group na sociedade com Bonatti. Moraes irá liderar a operação da empresa em Utah.

 

Cultura norte-americana

No evento em que a operação foi anunciada, organizado pela própria Segware, Luiz ainda destacou que os investimentos da nova operação serão focados no aprimoramento da tecnologia para empresas de segurança norte-americanas de médio porte . “O cliente das empresas americanas tem um outro perfil se comparado às brasileiras: ele prefere comodidade, valoriza a mobilidade e a interação das tecnologias de segurança com as residências. Neste contexto, devemos ampliar nossa aposta em tendências como internet das coisas", explica o CEO.

 

David Neeleman, fundador da Azul, considerado um dos principais empresários da atualidade e também acionista da Segware, destacou que com a expansão “Santa Catarina terá uma grande empresa que se destaca por seus produtos de excelência e pela sua cultura que valoriza os  funcionários”.