> Evento da Vertical Construtech e do GT de Investimentos aproxima associadas da ACATE de três gigantes do setor de construção - Acate ">
X

Destaques

25/nov/2019

Evento da Vertical Construtech e do GT de Investimentos aproxima associadas da ACATE de três gigantes do setor de construção

Multinacionais passaram o dia conhecendo as soluções das empresas participantes das Verticais de Negócios

A Vertical Construtech e o Grupo Temático (GT) de Investimentos da ACATE promoveram, no dia 21 de novembro, um evento de aproximação das empresas associadas à ACATE a três multinacionais do setor de construção. Durante o dia, as empresas Andrade Gutierrez, ArcellorMittal e Odebrecht prospectaram oportunidades de investimentos e conheceram soluções de associadas participantes das Verticais de Negócios que pudessem resolver seus desafios.

O Construtech Investments Day ainda encerrou com uma apresentação dos desafios de inovação da Andrade Gutierrez e da ArcellorMittal em um evento aberto para o ecossistema.

A maturidade e as soluções oferecidas pelas empresas associadas à ACATE agradaram aos representantes das grandes empresas.

De acordo com Rodrigo Carazolli, gerente de inovação da ArcellorMittal, o encontro também contribuiu para uma aproximação da multinacional ao ecossistema da ACATE, que, segundo ele, é um dos mais desenvolvidos do país. “Nós encontramos cerca de quatro soluções que podem contribuir para a resolução dos nossos desafios. Agora vamos marcar uma nova reunião com cada área da empresa para talvez desenvolvermos no futuro um MVP (mínimo produto viável) ou POC (prova de conceito)”, comentou.

André Medina, gerente de inovação da Andrade Gutierrez, comentou que pôde observar inclusive empresas que não são do setor de construção, mas que têm soluções que podem se encaixar para os desafios da companhia. “Encontramos empresas muito maduras aqui na ACATE. O evento de hoje também serviu para apresentarmos a Andrade Gutierrez para esse ecossistema, além de sabermos onde procurar caso tenhamos novos desafios no futuro”, disse.

Segundo a diretora da Vertical Construtech, Paula Lunardelli, existia nas empresas da Vertical uma demanda por maior visibilidade frente a grandes players do mercado, que geralmente têm sedes em grandes centros do país. “Penso que nós cumprimos esse propósito, considero o evento um marco para a Vertical Construtech. Pretendemos repetir esses encontros no ano que vem, atraindo cada vez mais as empresas de outras Verticais de Negócios e reforçando a atuação conjunta do programa” celebra.

Para Marcelo Wolowski, embaixador do Grupo Temático de Investimentos da ACATE, os encontros com gigantes empresas brasileiras devem ser mais frequentes em 2020, inclusive com companhias de outros setores. “Momentos como esse são uma excelente oportunidade para os empreendedores do nosso ecossistema ficarem frente a frente com grandes compradores e investidores do país”, destacou.